22bet

Agricultura

22bet - preços continuam altos

O movimento acompanhou a leve valorização das cotações em Chicago

O mercado brasileiro de soja teve negócios moderados nesta quarta-feira (8).

De acordo com analistas de Safras & Mercado, os preços oscilaram de estáveis a mais altos. O movimento acompanhou a leve valorização das cotações em Chicago.

Dessa forma, em Passo Fundo (RS), a saca de soja de 60 quilos seguiu em R$171.  Ao mesmo tempo, na região das Missões (RS), a cotação estabilizou em R$ 170. Já no Porto de Rio Grande (RS), o preço permaneceu em R$ 177.

Simultaneamente, em Cascavel (PR) o preço permaneceu em R$ 169 a saca. Já no porto de Paranaguá (PR), a saca desvalorizou de R$ 174 para R$ 175.

Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 158 e em Dourados (MS), a cotação estabilizou em R$ 156.

Por fim, para Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 154paraR$ 156.

Soja: Bolsa de Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mistos. O mercado absorveu o relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que trouxe poucas surpresas

A indicação de estoques americanos acima do esperado pressionou o mercado. Mas o corte na estimativa safra da Argentina sustentou alguns contratos. Os agentes também monitoram o clima chuvoso em parte do Brasil, atrasando a colheita. Quanto mais os trabalhos adiarem no Brasil, mais a China comprará soja americana, avaliam traders

O relatório indicou que a safra norte americana de soja deverá ficar em 4,276 bilhões de bushels em 2022/23, o equivalente a 116,4 milhões de toneladas. A produtividade foi indicada em 49,5 bushels por acre, mantendo as indicações e janeiro

Os estoques finais estão projetados em 225 milhões de bushels ou 6,12 milhões de toneladas, contra 210 milhões de bushels de janeiro – 5,71 milhões de toneladas. O mercado apostava em carryover de 210 milhões ou 5,71 milhões de toneladas. O USDA indicou esmagamento em 2,230 bilhões de bushels, abaixo da estimativa de janeiro, de 2,245 bilhões. A exportação teve sua estimativa mantida em 1,99 bilhão de bushel.

O USDA projetou safra mundial de soja em 2022/23 de 383 milhões de toneladas. Em janeiro, a projeção era de 388 milhões de toneladas. Os estoques finais estão estimados em 102 milhões de toneladas, contra 103,5 milhões de toneladas de janeiro. O mercado esperava por estoques finais de 101,6 milhões de toneladas.

A projeção do USDA aposta em safra americana de 116,4 milhões de toneladas, repetindo dezembro. Contudo, a safra brasileira foi mantida em 153 milhões de toneladas e a produção argentina cortada de 45,5 milhões para 41 milhões de toneladas.

A China deverá importar 96 milhões de toneladas, mesma previsão indicada no mês anterior.

Contratos

Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com alta de 4,50 centavos ou 0,29% a US$ 15,19 3/4 por bushel. Além disso, a posição maio teve cotação de US$ 15,13 3/4 por bushel, com ganho
de 3,50 centavos de dólar ou 0,23%.

Nos subprodutos, a posição março do farelo fechou com alta de US$ 0,50 ou 0,1% a US$ 481,90 por tonelada. Por fim, no óleo, os contratos com vencimento em março fecharam a 60,58 centavos de dólar, com perda de 0,31 centavo ou 0,5%

 

22bet Mapa do site